quinta-feira, 9 de junho de 2011

Leis da natureza


O vento agora sopra suave sobre a serra
mas o coração dele segue soprando a chama.
Início de noite... frio penetrando a pele,
cinzas de cigarro espalhadas pelo piso
e o violão gemendo baixinho nas mãos do poeta..
As folhas de outono à fogueira encantam...
O que seu peito Chama não vai se apagar.

A(r)mou mais fundo
até a estação passar, 
outra vez.

2 comentários:

  1. "o que o seu peito chama não vai se apagar "
    irei anotar isso *-* Muito muito mágico!

    ResponderExcluir

Coerentes na incoerência, ou não.
Seja como for, opiniões serão sempre bem-lidas.